.posts recentes

. O Irmão do loucura Londri...

. ...

. O penteado da nova estaçã...

. O gajo vestido à labrego

. Música ao acaso

. Pedido de ajuda para desc...

. Experimentando gadgets

. ti. ti. ti. ti. ti. ti. t...

. Três quilos e meio baralh...

. Como os rumores mudam a m...

. Post sobre cuecas II

. As minhas cuecas

. Momento estranho da seman...

. 110 minutos de sono profu...

. Ainda não morri... ...

.arquivos

. Setembro 2010

. Maio 2010

. Abril 2010

. Março 2010

. Fevereiro 2010

. Janeiro 2010

. Dezembro 2009

. Novembro 2009

. Outubro 2009

. Setembro 2009

. Agosto 2009

. Julho 2009

. Junho 2009

. Maio 2009

. Abril 2009

. Março 2009

. Fevereiro 2009

. Janeiro 2009

. Dezembro 2008

. Novembro 2008

. Outubro 2008

. Setembro 2008

. Agosto 2008

. Julho 2008

. Junho 2008

. Abril 2008

.Posts mais comentados

Quarta-feira, 29 de Outubro de 2008

Arte contemporânea ou enigmas... eis a questão! - 4 de 5

 

Antes de mais convém esclarecer que esta gravura não foi escrita em minha homenagem.

Quando cheguei à casa já constava na casa de banho.

E como no meu quarto morava um rapaz, presumo que tenha sido para ela.

Infelizmente, esta gravura também já não existe.

Há dias atrás encontrei-a colocada no meio do vidro do armário colocado mesmo por cima do lavatório.

Presumo, mais uma vez, que a intenção fosse que eu o lesse bem...

Talvez tenha feito algo que desagradou à Magda.

Mas juro que se fiz não foi de propósito.

No entanto, essa mesma localização fez com que o vapor dos banhos o "descolorasse".

E Magda lá entendeu retirá-lo, depois de ter ficado parecido com as gravuras de Foz Côa.

 

Do que gosto mais na gravura é da expressão "pra mim limpar".

Para além da forma reduzida da palavra "para" (reparem que isto não é escrita de messenger) o uso do "mim" em vez do "eu" revela inovação.

Recordem que há outras gravuras espalhadas pela casa.

E também com erros.

Assim, o coitado do meu antecessor não poderia duvidar de quem pintou a gravura.

 

Depois, reparem na subtileza dos exageros de Magda.

O "cheio" sublinhado para dar maior enfâse, como se de facto o banheiro estivesse cheio de cabelo que ela não pudesse entrar nele.

Depois, os lugares por onde há cabelos: chão, tapete e pia.

Acho que neste caso ela foi amiga do rapaz, porque na casa de banho há também um armário e até um vaso, de que falarei na próxima gravura.

De certeza que da maneira que ele deveria ser, até o vazo ficava cheio de cabelos...

Bem, já estou a imaginar que aqui deve ter morado o Tony Ramos.

Só pode... com tantos cabelos...

É que ela ainda por cima diz  "está ficando" e não "fica".

O que pressupõe que se ia acumulando...

 

Ela só pode dar graças pelo rapazinho limpinho que tem agora...

sinto-me:

publicado por Peter WouldDo às 23:17

link do post | comentar | favorito

4 comentários:
De guiga a 30 de Outubro de 2008 às 17:19
Haja gente asseada! lol
*.*


De sandra C. a 3 de Novembro de 2008 às 16:07
tenho vontade de conhecer a tua colega... serio..


De Lacra a 3 de Novembro de 2008 às 16:27
limpa la o banheiro, não sejas assim!!! hehehe Carla


De MárciaB. a 10 de Novembro de 2008 às 22:18
Sem dúvida que este post tem a sua piada xD

E a forma como a 'mensagem' foi redigida faz-me lembrar alguns episódios do género aqui da minha ilha...


Comentar post

.mais sobre mim

.pesquisar

 

.Setembro 2010

Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1
2
3
4

5
6
7
8
9
10
11

12
13
14
15
16
17
18

19
20
21
22
23
24
25

26
27
28
29
30


.tags

. todas as tags