.posts recentes

. O Irmão do loucura Londri...

. ...

. O penteado da nova estaçã...

. O gajo vestido à labrego

. Música ao acaso

. Pedido de ajuda para desc...

. Experimentando gadgets

. ti. ti. ti. ti. ti. ti. t...

. Três quilos e meio baralh...

. Como os rumores mudam a m...

. Post sobre cuecas II

. As minhas cuecas

. Momento estranho da seman...

. 110 minutos de sono profu...

. Ainda não morri... ...

.arquivos

. Setembro 2010

. Maio 2010

. Abril 2010

. Março 2010

. Fevereiro 2010

. Janeiro 2010

. Dezembro 2009

. Novembro 2009

. Outubro 2009

. Setembro 2009

. Agosto 2009

. Julho 2009

. Junho 2009

. Maio 2009

. Abril 2009

. Março 2009

. Fevereiro 2009

. Janeiro 2009

. Dezembro 2008

. Novembro 2008

. Outubro 2008

. Setembro 2008

. Agosto 2008

. Julho 2008

. Junho 2008

. Abril 2008

free website hit counters
Get a free website hit counter here.

.Posts mais comentados

Segunda-feira, 30 de Junho de 2008

Huuuuuum, parece-me que estava certo

Ontem, domingo, respondi via internet a 22 ofertas de emprego.

Para alem disso imprimi cinco copias do meu CV para entregar em algumas das mais de uma dezena de agencias de recrutamento que ha ca em Rugby.

Mas o mais curioso e que ha cerca de uma hora atras ja recebi um telefonema por causa de um dos 22 empregos a que respondi.

Ou seja, a minha teoria de que estando ca iria ter mais hipoteses de ser considerado estava certa.

Ja reenviei uma aplication form que me enviaram, mas o que mais me satisfez foi a conversa fluente que consegui ter em ingles.

Estas duas semanas ca ja tornaram o meu ingles mais fluente.

 

Tendo Rugby cerca de 60 mil habitantes (cerca de oito mil a mais que Guimaraes), acho curioso que haja tantas agencias de recrutamento.

La na minha cidade natal havera duas ou tres.

E uma prova de como o mercado de trabalho ca esta muito mais desenvolvido que por terras lusas.

 

sinto-me: Entusiasmado
música: Sigur Ros

publicado por Peter WouldDo às 15:12

link do post | comentar | ver comentários (6) | favorito

Domingo, 29 de Junho de 2008

A teoria dos dois copos de cerveja

Ja sai duas noites ca na Inglaterra.

Na sexta-feira de ha duas semanas, e ontem a noite fomos ate Coventry.

E nestas duas saidas ja deu para elaborar uma teoria.

Observei que o numero de copos de cerveja e outras bebidas abandonadas em bares e discotecas e enorme.

Digo mesmo, se em Portugal aconselham a nunca largarmos o nosso copo (devido as novas drogas), ca parece que e o contrario.

E ver o balcao de um bar cheio de copos quase cheios, e os empregados a nao arrumarem por nao saberem se ainda estao a ser utilizados.

 

Pois bem, a teoria que desenvolvi para esse acontecimento e a seguinte:

Vai um ingles e coloca o copo numa mesa para dancar mais a vontade (sao todos loucos a dancar ca).

Mas, logo de seguida vem um segundo ingles e distraido coloca o copo ao lado do outro.

Passados uns segundo estao os dois a olhar para os copos sem saber qual e de quem.

(ca os copos sao quase todos gigantes - os chamados PIN que equivalem a 566 ml)

Como ja nao sabem que copo e de quem, deixam os dois copos abandonados.

 

Este fenomeno cultural pode nao parecer mas ajuda muito a economia, ja que consome-se muita mais cerveja.

Ou seja, se o Socrates esta atento, vai acabar com os avisos para que nao se deixem os copos de bebidas sozinhos.

Desta forma vai comecar a acontecer o mesmo em Portugal, e vai consumir-se muita mais cerveja.

 

E eu aqui em Rugby sempre a pensar como ajudar a economia poruguesa...

sinto-me: Atordoado
música: Chemichal Brothers

publicado por Peter WouldDo às 14:18

link do post | comentar | ver comentários (2) | favorito

Quinta-feira, 26 de Junho de 2008

Andar na rua a cantar em portugues

Ha dias realizei uma tara que tenho, e que pretendo fazer por todos os paises por onde passe: andar na rua a ouvir musica portuguesa no mp3 e canta-la alto.

A musica escolhida foi a Manha Submersa dos Xutos e fi-lo numa das principais ruas de Rugby.

E devo dizer que a sensacao foi boa.

Os ingleses ate nem estranharam muito.

Claro que tambem nao ia a berrar, senao ai o cenario seria diferente.

 

Ontem um dos portugueses ca teve problemas com o estacionamento do carro que a empresa nos emprestou.

Nao viu um sinal de proibido estacionar e ficou com o carro bloqueado.

Mas imaginem que por uma companhia de seguranca, que ca gere os estacionamentos.

Como o ingles dele e fraco, chamou-me a mim para traduzir e... pagar as 50 libras da multa.

Como sai de casa sem dinheiro, la tive de recorrer as 50 libras de fiado do banco, que hoje ja repus.

Mas o mais engracado da historia foi que entretanto ele ligou para outro portugueses que falou com os segurancas pelo telemovel. E os gajos chegaram a perguntar quanto dinheiro ele tinha com ele.

POr outras palavras, estavam dispostos a ser comprados e por algumas libras deixar sair o carro sem a multa. Como ele so tinha sete libras, a compra nao foi possivel.

Quando cheguei ao local ja essa possibilidade nao estava de pe, tendo eu perguntava dissimuladamente.

 

Para quem achava que os ingleses eram integros... que engula esta.

Eu era uma dessas pessoas...

sinto-me: Divertido e cansado
música: Manha Submersa

publicado por Peter WouldDo às 16:05

link do post | comentar | ver comentários (3) | favorito

Quarta-feira, 25 de Junho de 2008

As coisas sao mais caras ou baratas em Ingalterra?

Antes de vir para Inglaterra esta era uma das duvidas que tinha.

Agora que ca estou ha precisamente duas semanas ja posso ter uma opiniao fundamentada.

 

Vou comecar pelas coisas mas:

- O leite e o pao sao mais caros ca do que em Portugal

- Uma cerveja nem se fala...

- Ja uma Smirnoff Ice custa duas libras num bar (cerca de 2,50€)

- As viagens de comboio sao uma chulice (de Rugby a Londres (cerca de 150 kms) custa 32 libras para cada lado (cerca de 3,9€)

- As chamadas telefonicas parecem-me ser mais caras que em Portugal

 

Agora as coisas boas:

- Comprei iogurtes a 9 pennys cada (cerca de 9 centimos de euro)

- Comprei manteiga de amendoim por 59 pennys (em portugal custava-me quase 2 euros)

- E possivel comprar refeicoes que e so meter no microondas por uma libra (1,27€)

- Os telemoveis sao mais baratos que em Portugal

- A Internet tanto movel como fixa sao mais baratas (na movel oferecem o modem)

 

Aqui ficaram alguns dos exemplos para terem uma ideia do que custa viver na Inglaterra.

Algumas das coisas mais basicas ate sao mais caras, mas a media dos precos num supermercado e mais baixa que em Portugal.

Ha ate uma loja onde tudo custa uma libra (1,27€) e onde podemos comprar uma garrafa de Fairy, uma embalagem de 12 pilhas, dois pratos de porcelana, um guarda-chuva e tantas outras coisas que me fizeram acreditar que estamos a ser roubados em Portugal.

Na minha ioponiao, e tendo em conta que os salarios sao bem mais altos que em Portugal, o nivel de vida ca e bem melhor que por terras lusas.

 

PS: Para quem ficou preocupado com o comentarios sobre a agencia para quem trabalho, nao se preocupem.

Vi esses comentarios, e parte deles ate sao verdade, embora se apliquem a quem vai apanhar morangos.

Eu estou numa situacao bem melhor, que essa de apanhar, eh eh.

sinto-me: Atento

publicado por Peter WouldDo às 14:08

link do post | comentar | ver comentários (2) | favorito

Segunda-feira, 23 de Junho de 2008

Esta dificil dar noticias - PRODUTIVIDADE

Neste post nao vou fazer comentarios subjectivos.

Vou tentar ser factual.

Na quinta-feira fui abnrir uma conta ao banco Lloyds.

Na sexta recebi uma carta a indicar-me o numero de conta e a informar-me que tinha 50 libras disponiveis para utilizar em caso de emergencia.

No sabado recebi o cartao de credito pelo correio.

Ao sabado os Correios funcionam em Inglaterra, assim como quase todos os banco e algumas lojas.

Hoje, domingo, estou na biblioteca publica, que funciona das 12 as 17.

Na Inglaterra ha apenas cinco feriados nacionais, que sao deslocados para a sexta ou segunda-feira, conforme a proximidade.

Nao ha pontes.

 

Agora lembrem-se de comparar estes dados com Portugal, e facam a comparacao...

E ainda se fala em produtividade e desemprego...

sinto-me: Anestesiado

publicado por Peter WouldDo às 13:32

link do post | comentar | ver comentários (3) | favorito

Domingo, 22 de Junho de 2008

Esta dificil dar noticias - TRABALHO

Pela primeira vez desde que estou em Rugby, hoje (domingo) tive acesso a internet.

Aproveitei para pagar a energia que fiquei a dever a EDP, ler emails e, claro, vir aqui contar as novidades.

E tantas que teem sido.

Comecei a trabalhar na quarta-feira, embora ate quinta se possa dizer que tenha estado em formacao.

Por isso, so na sexta comecei a fazer exactamente o trabalho que vou fazer no futuro.

E que trabalho!. passo a explicar em que consiste:

Imaginem um armazem com todos os produtos que estao habituados a ver num hipermercado (neste caso e o maior do UK, a Tesco), mas apenas de alimentacao.

Estao colocados em corredores de prateleiras, identificados com as letras e numeroas de cada local

O meu trbalho consiste em conduzir um carrinho com atrelado onde tenho que colocar normalmente tres gaiolas.

Nessas gaiolas vou apanhando os produtos conforme me indica um mini-computador que tenho no braco.

Se nos chocolates e outras coisas de baixo peso e facil, o pior sao as bebidas...

Ja levei algumas tareias nas bebidas.

Ate nem e mau, comparado com a apanha dos morangos, mas estou certo que nao e para ficar aqui muito tempo...

No mesmo local trabalham mais quatro portugueses (entre eles o Varandas), o resto sao polacos e eslovacos.

Ja comecei a procurar outras coisas...

 

sinto-me: Cansado
tags:

publicado por Peter WouldDo às 13:25

link do post | comentar | ver comentários (1) | favorito

Terça-feira, 17 de Junho de 2008

Desci muito baixo, para subir bem alto

Hoje com mais tempo (estou numa biblioteca publica), mas ainda sem acentos...

 

Espero hoje ser levado para Rugby, para amanha comecar a trabalhar como condutor de empilhadores.

Sinto que estou a percorrer o caminho que os emigrantes tradicionais percorrem quando querem ir para o estrangeiro, mesmo sendo licenciado.

Vou comecar mesmo por baixo. As vezes ate me questiono se haveria necessidade de ir tao a baixo para recomecar a minha vida. Mas estou longe de me arrepender de ter dado o passo que dei.

As dificuldades que estou a passar so me vao fortalecer ainda mais.

 

Desde sexta-feira que vivo numa casa com o senhor Manuel. Um lisboeta que vivia em Aveiro antes de vir para aqui. Tem historias super interessantes, a ultima das quais que o "obrigou" a vir trabalhar para Inglaterra.

Perdeu a esposa ha sete anos, e nos ultimos dois diz que perdeu 30 mil contos em negocios mal calculados.

E uma pessoa excelente, e ja aprendi muito com ele.

Fisicamente imaginem o Mr Magoo numa versao mais alta. Bem, se calhar e mais parecido com o Sean Connery.

A verdade e que sera ele uma das personagens principais da historia que estou a escrever.

 

Por agora e tudo, prometo continuar in touch.

Vou tentar nos proximos dias comprar um cartao de telemovel ingles e depois de ter a nova morada vou ver qual a melhor internet para ter em casa.

Mas fiquem ja sabendo que tanto os telemoveis como a internet sao mais baratos ca.

A alimentacao tambem tem precos parecidos aos de Portugal.

 

Beijos e abracos

 

PS: Num dos proximos posts falo-vos do Varandas, que e de Coimbra.

        Vai trabalhar no mesmo local que eu.

sinto-me: Melancolico
música: Singing in the rain

publicado por Peter WouldDo às 11:22

link do post | comentar | ver comentários (3) | favorito

Sexta-feira, 13 de Junho de 2008

O primeiro post na terra de Sua Magestade

So para escolher o titulo do post tive que pensar.

Ha tanto para contar, mas tao pouco tempo para o fazer.

Em primeiro lugar, peco desculpa pelos acentos.

O teclado e ingles e nao consegui trocar.

Depois, cada 15 minutos custam uma libra, ja que estou a utilizar um pc no clube portugues numa terra onde ainda nao decorei o nome.

Hoje nao fiz quase nada.

Ontem preenchi papeis.

Amanha e domingo esperam-me as mesmas tarefas.

Disseram-me que so quarta-feira comeco o trabalho, e um dia antes vou para Rugby, a terra onde vou ficar a trabalhar.

Fica a poucos quilometros de Birminghan, a segunda maior cidade inglesa.

Vou aproveitar para assimilar o maximo possivel dos portugueses que estam aqui a trabalhar.

Formam uma comunidade interessante, com caracteristicas unicas e diferentes de outras de emigrantes portugueses.

Numa proxima oportunidade explico quais.

Nao me ponso alongar mais, o que escrevi no meu portatil ocupa ja duas paginas A4, e ainda so falei de ontem.

Daqui a pouco vou escrever o que vivi hoje, num quarto sem lampada e cortinas, o que significa que durante a noite terei luz a menos e mal amanheca terei luz a mais.

Mas fossem estes os meus maiores problemas neste momento...

 

PS. Guardem esta frase: SE A VIDA FOSSE FACIL, NAO TERIA TANTA PIADA!

sinto-me: Como nunca me senti
tags:

publicado por Peter WouldDo às 22:37

link do post | comentar | ver comentários (2) | favorito

Quinta-feira, 12 de Junho de 2008

Passei com 20,3 Kg

 As novas tecnologias permitem-me vir aqui, às 08h45, dizer que passei com 20,3 kg na mal...

Já me tinham dito que as miúdas da Ryanair no Porto facilitavam, mas tive a oportunidade de confirmar, apesar de ter abusado um bocadinho.

Também vim escrever porque tou a sentir um nervosinho miúdo.

Penso ser normal.

Segue-se o voo às 9h25, com chegada prevista para as 11h45.

Até já!

 

 

PS: Será que elas facilitam com todos ou apenas com quem é charmoso??

 

sinto-me: Nervosinho
tags:

publicado por Peter WouldDo às 08:33

link do post | comentar | ver comentários (4) | favorito

Quarta-feira, 11 de Junho de 2008

O último dia antes da mudança de vida

No momento em que escrevo este post, faltam cerca de 12 horas para pisar território inglês.

Já muita gente hoje me perguntou como me sentia.

Tenho a dizer que o sentimento dominante é a ansiedade.

O dia de hoje foi bastante cansativo.

Penso até que mais que o de amanhã.

Para além de estar ainda a arrumar coisas que trouxe de Mirandela, estive a fazer a mala.

E que trabalheira me deu.

Nos últimos dias já várias vezes me tinham ocorrido coisas de que tinha mesmo necessidade de levar.

Mas, por curiosidade, resolvi pesquisar na internet conselhos para quem vai viajar sobre como melhor arrumar uma mala.

Depois de algumas dicas banais, encontrei uma de que nunca me tinha lembrado, e que pode ser bastante útil: levar cópias dos documentos pessoais mais importantes (bilhete de identidade, passaporte, carta de condução, etc…).

Não sei se terão algum valor em caso de roubo ou perda dos originais, mas às vezes…

Para o saco de bens pessoais, os conselhos que se vêm mais dizem que seja resistente fácil de vedar, para não sujar a roupa nalguma eventualidade.

Nada que não soubesse já, assim como a dica de colocar as meias dentro dos sapatos e sapatilhas.

Para além de pouparem espaço, evitam que os sapatos se estraguem.

Em relação ao conselho de enrolar as t-shirts em vez de dobrar fiquei inicialmente apreensivo se seria eficaz.

Depois de experimentar cheguei à conclusão de que sim, era.

Mas sobre como poupar peso nada…

É que vou viajar na Ryanair, que tem 15 kg de limite de peso.

Sei por pessoas amigas que no Porto facilitam até 17, 18 ou até 19.

Mas foi uma dor de cabeça.

Na primeira vez que pesei a mala tinha…23 kg.

Assustei-me.

Depois de algumas coisas retiradas, nomeadamente tolha para a cara e algumas t-shirts, cheguei aos 19.

Troquei algumas coisas para a mochila, mas pouco reduzi.

O que pesa mais não posso levar na bagagem de mão: o saco de bens pessoais.

Vou arriscar com 19.

Depois conto se tive a sorte de passar sem a multa de 15 euros por quilo.

Vou apostar tudo no meu poder de sedução, isto no caso de ser uma assistente.

Saio às 09h25.

Desejem-me boa sorte.

sinto-me: Ansioso qb

publicado por Peter WouldDo às 22:25

link do post | comentar | ver comentários (2) | favorito

Terça-feira, 10 de Junho de 2008

Regresso à escrita, já com um trabalho

 

Depois de algumas semanas sem postar, volto hoje à rotina de escrever o meu dia-a-dia na Aventura Londrina.

Tenho muitas novidades.

A maior de todas é que vou para Inglaterra já com emprego.

Vou quinta-feira, dia 12.

De manhã.

Outro aspecto importante é que vou ficar fora de Londres… para já, pelo menos.

E o mais curioso é que não sei o nome ao certo da localidade para onde vou ser levado.

Sei apenas que fica a norte de Londres, a cerca de 100 kms de distância.

Mas vou explicar melhor como arranjei o emprego de… condutor de empilhadores.

Através de um familiar arranjei o contacto de uma emprega inglesa (com funcionários portugueses) que estava a fazer recrutamento na zona norte para trabalhos em Inglaterra (Infinityhr): apanhador de morangos e condutor de empilhadores.

Resolvi ir a uma entrevista no Porto.

Depois de várias explicações, resolvi que conduzir empilhadores era pelo menos um bom trabalho para ter com que pagar as despesas iniciais.

(Há uns anos atrás já trabalhei como controlador de qualidade têxtil em que tinha de conduzir um empilhador.)

Inicialmente queriam que fosse dia 06, mas consegui ir apenas a 12.

Logo, é daqui a um dia que parto.

Num voo da Ryanair que apenas me permite levar 15 kg na mala.

É de doidos ir trabalhar para outro país com este limite de bagagem, mas isso é assunto para um outro post.

Prometo ser mais regular a escrever, até porque agora é que vai começar a verdadeira Aventura Londrina.

Eh, eh.

sinto-me: Ansioso pra caraças

publicado por Peter WouldDo às 23:25

link do post | comentar | ver comentários (2) | favorito

.mais sobre mim

.Recomenda-se

Best Ecigs in Brentwood, Essex, UK

.pesquisar

 

.Setembro 2010

Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1
2
3
4

5
6
7
8
9
10
11

12
13
14
15
16
17
18

19
20
21
22
23
24
25

26
27
28
29
30


.tags

. todas as tags