.posts recentes

. O Irmão do loucura Londri...

. ...

. O penteado da nova estaçã...

. O gajo vestido à labrego

. Música ao acaso

. Pedido de ajuda para desc...

. Experimentando gadgets

. ti. ti. ti. ti. ti. ti. t...

. Três quilos e meio baralh...

. Como os rumores mudam a m...

. Post sobre cuecas II

. As minhas cuecas

. Momento estranho da seman...

. 110 minutos de sono profu...

. Ainda não morri... ...

.arquivos

. Setembro 2010

. Maio 2010

. Abril 2010

. Março 2010

. Fevereiro 2010

. Janeiro 2010

. Dezembro 2009

. Novembro 2009

. Outubro 2009

. Setembro 2009

. Agosto 2009

. Julho 2009

. Junho 2009

. Maio 2009

. Abril 2009

. Março 2009

. Fevereiro 2009

. Janeiro 2009

. Dezembro 2008

. Novembro 2008

. Outubro 2008

. Setembro 2008

. Agosto 2008

. Julho 2008

. Junho 2008

. Abril 2008

.Posts mais comentados

Quinta-feira, 26 de Março de 2009

Parti um frasco de Quitoso

 

 

Há dias, ia eu a entrar numa das casas de banho cá de casa e, sem querer, deitei a baixo um dos armários.

E, dos vários frascos, latas e embalagens que caíram só um frasco partiu.

Por azar, tinha de ser o frasco de Quitoso do “Marco Paulo em início de carreira” cá da casa!

Bem, na verdade não era Quitoso, mas sim a versão inglesa da coisa.

O acidente deixou-me preocupado.

Em primeiro lugar porque não sei as consequências que isso pode ter naquele ambiente muito próprio.

Deixar que uma das espécies se reproduza ilimitadamente pode fazer nascer um predador.

E nesse caso aquele habitat quase perfeito fica comprometido

Por outro lado temo que aquela imitação de “vazo de manjerico” possa afrouxar e perder o vigor que tem.

E a 24 de Junho o S. João já não teria tanta piada

Mas a própria sobrevivência da minha paixão pelos Simpsons pode também estar em risco.

Isto se o projecto de imitação da Marge Simpson fracassar…

Juro que não tenho dormido a pensar no assunto.

Mas também não sei se é por estar a pensar neste assunto ou se é do cheiro com que a casa ficou infestada com esse líquido…

É que o Quitoso (e a imitação inglesa também) cheira muito mal.

Eu de certeza que o devo ter utilizado em pequeno, nos tempos de escola primária.

Mas se fosse hoje preferia rapar a cabeça a ter de andar com aquele cheiro atrás de mim.

 

Voltando à actualidade, sinto-me em dívida com o meu colega de casa e por isso decidi…

… não, não vou comprar outro frasco.

Essa solução seria simples de mais.

Vou pedir a um amigo meu que é biólogo para de vez em quando passar cá por casa para tomar conta daquele “habitat” de pequenas espécies.

 

Para terminar, deixo-vos um exercício.

  1. Encontrar as diferenças entre estas quatro imagens
  2. Descobrir quem é o meu colega de casa


 

 

sinto-me:

publicado por Peter WouldDo às 00:04

link do post | comentar | favorito

3 comentários:
De sandra c. a 26 de Março de 2009 às 10:59
aposto que o moço consegue guardar lápis, a carteira, o telemóvel e etc no cabelo.
é super prático!!!


De guiga a 26 de Março de 2009 às 17:05
Eh pá... Difícil.... :S
looool
*.*


De Helder a 8 de Junho de 2010 às 21:50
Eu sou o mangerico...hehehe...acho que sou mais parecido com o side show bob (aquele que quer matar o Bart) alias muita gente me chama isso. Sim consigo por uma quantidade enorme de itens no meu cabelo....e nao era quitoso...long story short story (como dizem os bifes) aquilo era uma especie de desinfectante de feridas natural...e sim tinha um cheiro muito desagradavel


Comentar post

.mais sobre mim

.pesquisar

 

.Setembro 2010

Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1
2
3
4

5
6
7
8
9
10
11

12
13
14
15
16
17
18

19
20
21
22
23
24
25

26
27
28
29
30


.tags

. todas as tags