.posts recentes

. O Irmão do loucura Londri...

. ...

. O penteado da nova estaçã...

. O gajo vestido à labrego

. Música ao acaso

. Pedido de ajuda para desc...

. Experimentando gadgets

. ti. ti. ti. ti. ti. ti. t...

. Três quilos e meio baralh...

. Como os rumores mudam a m...

. Post sobre cuecas II

. As minhas cuecas

. Momento estranho da seman...

. 110 minutos de sono profu...

. Ainda não morri... ...

.arquivos

. Setembro 2010

. Maio 2010

. Abril 2010

. Março 2010

. Fevereiro 2010

. Janeiro 2010

. Dezembro 2009

. Novembro 2009

. Outubro 2009

. Setembro 2009

. Agosto 2009

. Julho 2009

. Junho 2009

. Maio 2009

. Abril 2009

. Março 2009

. Fevereiro 2009

. Janeiro 2009

. Dezembro 2008

. Novembro 2008

. Outubro 2008

. Setembro 2008

. Agosto 2008

. Julho 2008

. Junho 2008

. Abril 2008

.Posts mais comentados

Quinta-feira, 26 de Março de 2009

Parti um frasco de Quitoso

 

 

Há dias, ia eu a entrar numa das casas de banho cá de casa e, sem querer, deitei a baixo um dos armários.

E, dos vários frascos, latas e embalagens que caíram só um frasco partiu.

Por azar, tinha de ser o frasco de Quitoso do “Marco Paulo em início de carreira” cá da casa!

Bem, na verdade não era Quitoso, mas sim a versão inglesa da coisa.

O acidente deixou-me preocupado.

Em primeiro lugar porque não sei as consequências que isso pode ter naquele ambiente muito próprio.

Deixar que uma das espécies se reproduza ilimitadamente pode fazer nascer um predador.

E nesse caso aquele habitat quase perfeito fica comprometido

Por outro lado temo que aquela imitação de “vazo de manjerico” possa afrouxar e perder o vigor que tem.

E a 24 de Junho o S. João já não teria tanta piada

Mas a própria sobrevivência da minha paixão pelos Simpsons pode também estar em risco.

Isto se o projecto de imitação da Marge Simpson fracassar…

Juro que não tenho dormido a pensar no assunto.

Mas também não sei se é por estar a pensar neste assunto ou se é do cheiro com que a casa ficou infestada com esse líquido…

É que o Quitoso (e a imitação inglesa também) cheira muito mal.

Eu de certeza que o devo ter utilizado em pequeno, nos tempos de escola primária.

Mas se fosse hoje preferia rapar a cabeça a ter de andar com aquele cheiro atrás de mim.

 

Voltando à actualidade, sinto-me em dívida com o meu colega de casa e por isso decidi…

… não, não vou comprar outro frasco.

Essa solução seria simples de mais.

Vou pedir a um amigo meu que é biólogo para de vez em quando passar cá por casa para tomar conta daquele “habitat” de pequenas espécies.

 

Para terminar, deixo-vos um exercício.

  1. Encontrar as diferenças entre estas quatro imagens
  2. Descobrir quem é o meu colega de casa


 

 

sinto-me:

publicado por Peter WouldDo às 00:04

link do post | favorito

De sandra c. a 26 de Março de 2009 às 10:59
aposto que o moço consegue guardar lápis, a carteira, o telemóvel e etc no cabelo.
é super prático!!!


Comentar:
De
 
Nome

Url

Email

Guardar Dados?

Ainda não tem um Blog no SAPO? Crie já um. É grátis.

Comentário

Máximo de 4300 caracteres



Copiar caracteres

 



.mais sobre mim

.pesquisar

 

.Setembro 2010

Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1
2
3
4

5
6
7
8
9
10
11

12
13
14
15
16
17
18

19
20
21
22
23
24
25

26
27
28
29
30


.tags

. todas as tags