.posts recentes

. O Irmão do loucura Londri...

. ...

. O penteado da nova estaçã...

. O gajo vestido à labrego

. Música ao acaso

. Pedido de ajuda para desc...

. Experimentando gadgets

. ti. ti. ti. ti. ti. ti. t...

. Três quilos e meio baralh...

. Como os rumores mudam a m...

. Post sobre cuecas II

. As minhas cuecas

. Momento estranho da seman...

. 110 minutos de sono profu...

. Ainda não morri... ...

.arquivos

. Setembro 2010

. Maio 2010

. Abril 2010

. Março 2010

. Fevereiro 2010

. Janeiro 2010

. Dezembro 2009

. Novembro 2009

. Outubro 2009

. Setembro 2009

. Agosto 2009

. Julho 2009

. Junho 2009

. Maio 2009

. Abril 2009

. Março 2009

. Fevereiro 2009

. Janeiro 2009

. Dezembro 2008

. Novembro 2008

. Outubro 2008

. Setembro 2008

. Agosto 2008

. Julho 2008

. Junho 2008

. Abril 2008

.Posts mais comentados

Terça-feira, 16 de Junho de 2009

O final de noite do Chochas

“Se eu não chegar até às três da tarde ide buscar-me à esquadra da polícia”, disse o Chochas ao sair de casa, no sábado, ao final da tarde.

Uma frase que deixava transparecer o seu receio em ser apanhado pelos pais da Alice, na própria casa deles, e com a filha Alice.

Mas a verdade é que pouco passava da meia-noite quando chegou.

Os pormenores, esses, só os fiquei a conhecer no dia seguinte.

A noite de Chochas e Alice começou, como tudo previa, num bar a petiscar e a beber umas bejecas.

Como a miúda já o tinha prevenido, ele não precisou de pagar nada.

E muito menos soube quem pagou.

Mas isso também pouco interessa.

Quando a Alice sentiu que os pais e a irmã já poderiam não estar em casa (o Chochas desconfia que foi a irmã dela que lhe mandou mensagem) ela lá decidiu que estava na hora de rumar a casa.

O tempo passava e o Chochas não fazia a mínima ideia se os pais da Alice comiam normalmente rápido.

Ou até se gostavam de sobremesa.

Condições que deixavam no ar uma incerteza sobre quando eles poderiam chegar.

Uma incerteza que poderia condicionar a sua “performance”.

Uns copos do melhor whisky do pai da Alice, gaba-se o Chochas, e a coisa aqueceu ainda mais.

Pouco tempo teve ele para contemplar a bela casa onde estava.

Quando ele se apercebeu já os dois estavam no quarto dela e a coisa a acontecer.

E a imagem do pai dela a entrar pela porta não lhe saia da mente.

O Chochas é um jovem que conta todos os pormenores, mas que são difíceis de aqui reproduzir.

Posso apenas revelar que na noite de sábado ele se “atrasou” um pouco e que só com muita ajuda da Alice conseguiu atingir os objectivos.

Estava o trabalho feito e logo ele se apressou a vestir-se e a despedir-se.

Poucos minutos depois e já o coração dele batia mais calmamente.

E os dois estavam felizes.

O Chochas e a Alice, uma jovem de “quase” 18 anos.

sinto-me:
tags: ,

publicado por Peter WouldDo às 00:04

link do post | comentar | favorito

2 comentários:
De guiga a 16 de Junho de 2009 às 15:06
De "quase" 18 anos...
Ok! LOL
~Mocinha apressada! LOL
*.*


De reideespadas1581 a 17 de Junho de 2009 às 21:12
chochas ainda vais ver o sol nascer aos quadradinhos lol


Comentar post

.mais sobre mim

.pesquisar

 

.Setembro 2010

Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1
2
3
4

5
6
7
8
9
10
11

12
13
14
15
16
17
18

19
20
21
22
23
24
25

26
27
28
29
30


.tags

. todas as tags