Saltar para: Post [1], Comentar [2], Pesquisa e Arquivos [3]

Loucura Londrina | Aventuras Em Blog

Um Português A Aprender a Viver Em Londres, E Nem Sempre Da Maneira Mais Fácil

Um Português A Aprender a Viver Em Londres, E Nem Sempre Da Maneira Mais Fácil

Loucura Londrina | Aventuras Em Blog

18
Ago09

Tou a recordar comidas de criança

Peter WouldDo

 

Na Inglaterra não há Bollycaos.

Uma pessoa quer empanturrar-se com dois ou três bollycaos e é obrigada a comprar pães de cachorro e meter lá dentro Nutella.

Xiça, que estes ingleses são mesmo uns desmancha-prazeres.

Acreditem que da próxima vez que for a Portugal vou comer uns três Bollycaos para matar saudades.

É que cá nem aquelas imitações ou variantes, tipo Chipicao, Bimbocau ou Manházitos…

As crianças inglesas, apesar de em média serem mais gordas que as portuguesas, nunca foram submetidas a um lanche à base de Bollycaos e Caprisones.

Lembro-me daquelas tardes como se fosse hoje…

Claro que se hoje tenho as bochechas gorditas é aos Bollycaos que comi que devo essa característica.

Cá, de certeza, que há uns anos atrás se puseram com discursos moralistas de que os Bollycaos não eram nutricionais e baniram-nos dos recreios das escolhas.

Deve ter sido por volta do lançamento dos cromos TOU, no interior desses magníficos bolos.

Não sei se alguém se lembra, mas aqueles cromos eram fenomenais.

De tal forma que eu tinha amigos que nem chegavam a comer os Bollycaos pois só queriam era mesmo os cromos.

E eu ali ao lado não ia ficar a ver a desperdiçar aquela preciosidade.

Mais uns gramitas directamente para as bochechinhas.

Admito, porém, que também fui um grande coleccionador desses cromos.

Acho que ainda tenho algumas dezenas guardadas numa caixa de Ferrero Rocher num armário da minha garagem.

Quando for a Portugal tiro uma foto para provar a minha fidelidade.

E houve uma altura, quando saiam esses cromos, que pelo meio estavam prémios.

Entre os quais t-shirts.

Eu fui um dos felizes contemplados.

Já não tenho essa t-shirt, mas ela deu lugar a uma das alcunhas que eu já tive: Bollycao.

Dada por uma amigo do secundário, durante um jogo de futebol onde eu orgulhosamente vestia a famosa t-shirt.

Ele já nem se deve lembrar disso, mas marcou-me para o resto da vida.

Não tenho dúvidas em dizer que, assim como os travesseiros, o Caprisone, os Sugos ou as chicletes Gorila, o Bollycao marcou a minha vida para sempre.

Comentar:

Mais

Se preenchido, o e-mail é usado apenas para notificação de respostas.

Mais sobre mim

foto do autor

Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

Links

Downloads

Arquivo

  1. 2010
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2009
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2008
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D