.posts recentes

. O Irmão do loucura Londri...

. ...

. O penteado da nova estaçã...

. O gajo vestido à labrego

. Música ao acaso

. Pedido de ajuda para desc...

. Experimentando gadgets

. ti. ti. ti. ti. ti. ti. t...

. Três quilos e meio baralh...

. Como os rumores mudam a m...

. Post sobre cuecas II

. As minhas cuecas

. Momento estranho da seman...

. 110 minutos de sono profu...

. Ainda não morri... ...

.arquivos

. Setembro 2010

. Maio 2010

. Abril 2010

. Março 2010

. Fevereiro 2010

. Janeiro 2010

. Dezembro 2009

. Novembro 2009

. Outubro 2009

. Setembro 2009

. Agosto 2009

. Julho 2009

. Junho 2009

. Maio 2009

. Abril 2009

. Março 2009

. Fevereiro 2009

. Janeiro 2009

. Dezembro 2008

. Novembro 2008

. Outubro 2008

. Setembro 2008

. Agosto 2008

. Julho 2008

. Junho 2008

. Abril 2008

.Posts mais comentados

Segunda-feira, 2 de Novembro de 2009

A minha noite de Haloween

Alguém sabe qual é a forma mais divertida de passar a noite de Halloween?

Qual é?

Qual é?

Ir a um bar de salsa.

Não há nada mais estranho do que ver um lobisomem, o Drácula e o Frankenstein a dançarem salsa.

Tenho de reconhecer, no entanto, que me senti deveras inadaptado.

As miúdas que lá estavam eram quase todas latinas e, mesmo depois de estudá-las a fundo, não tive grande sorte.

O sistema é mais ou menos assim: o rapaz chega-se a elas, pergunta-lhes se querem dançar e quase sempre a resposta é sim.

No entanto, (tinha de haver um no entanto) elas quando estão a dançar com alguém contrariadas fazem cara de enjoadas.

Nesses casos, o rapaz fica com a moral em baixo.

Ah, e elas dançam contrariadas para não estarem paradas.

O meu problema, no sábado à noite, é que não conseguia que nenhuma dançasse comigo.

Preferiam estar paradas.

Eu e os meus dois amigos portugueses.

E quando já em desespero eles se agarraram a dois “monstrinhos”, eu decidi que tinha de “atacar”.

Procurei à minha volta duas miúdas que estivessem juntas.

Tentei ver qual das duas era a mais bonita, e concentrei-me na outra, a segunda mais bonita.

(as probabilidades de sucesso são sempre maiores se formos à amiga frustrada com quem ninguém quer dançar)

Mas o meu plano tinha ainda uma segunda parte: esperei que lá fosse um totó convidá-la para dançar.

Mesmo depois de ela recusar, o totó ficou a tentar convencê-la.

Era a minha deixa.

Perante um totó e eu as minhas probabilidades de sucesso com a segunda mais bonita eram enormes.

E assim funcionou.

Ela aceitou dançar comigo.

Claro que em parte para se ver livre do totó.

E por incrível que pareça a minha moral não ficou em baixo, mesmo quando ela começou a fazer cara de enjoada.

Senti-me como se tivesse atingido os Himalaias.

E se a noite não tivesse já sido estranha, ainda tive direito a sair do bar e a ver o… leiteiro.

sinto-me:

publicado por Peter WouldDo às 00:04

link do post | comentar | favorito

.mais sobre mim

.pesquisar

 

.Setembro 2010

Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1
2
3
4

5
6
7
8
9
10
11

12
13
14
15
16
17
18

19
20
21
22
23
24
25

26
27
28
29
30


.tags

. todas as tags