.posts recentes

. O Irmão do loucura Londri...

. ...

. O penteado da nova estaçã...

. O gajo vestido à labrego

. Música ao acaso

. Pedido de ajuda para desc...

. Experimentando gadgets

. ti. ti. ti. ti. ti. ti. t...

. Três quilos e meio baralh...

. Como os rumores mudam a m...

. Post sobre cuecas II

. As minhas cuecas

. Momento estranho da seman...

. 110 minutos de sono profu...

. Ainda não morri... ...

.arquivos

. Setembro 2010

. Maio 2010

. Abril 2010

. Março 2010

. Fevereiro 2010

. Janeiro 2010

. Dezembro 2009

. Novembro 2009

. Outubro 2009

. Setembro 2009

. Agosto 2009

. Julho 2009

. Junho 2009

. Maio 2009

. Abril 2009

. Março 2009

. Fevereiro 2009

. Janeiro 2009

. Dezembro 2008

. Novembro 2008

. Outubro 2008

. Setembro 2008

. Agosto 2008

. Julho 2008

. Junho 2008

. Abril 2008

.Posts mais comentados

Quarta-feira, 16 de Julho de 2008

Vou falar de trabalho

Trabalho é coisa de que pouca gente gosta de falar.

Mas curiosamente sempre achei que os jornalistas eram o oposto.

Sempre que se emcontravam fora do trabalho falavam de... trabalho.

E agora como condutor de empilhadores acho que a coisa não mudou.

 

Qualquer dia faço um post sobre as semelhanças entre os jornalistas e os condutores de empilhadores.

 

Voltando ao trabalho, o armazem onde laboro (para não repetir a palavra trabalho, que dá uma trabalheira escrever) é da DHL.

Segundo me dizem, o segundo maior empregador do mundo.

Pesquisei na net e parece que o primeiro é a Indian Railways (1,6 milhões de funcionários).

Há dias reparei num sinal engraçado à porta dos cacifos. Dizia quaquer coisa como "Defenda a igualdade das mulheres".

 

Já dentro do armazém a prática não tem nada a ver. As mulheres simplesmente não têm de carregar bebidas.

Não estou a dizer que o deviam fazer, mas tirem o cartaz, please.

 

Outra curiosidade daquele armazem é que tem mais trabalhadores estrangeiros do que ingleses. Diria que 80 por cento são estrangeiros. Acham muito?

Desses estrangeiros dois terços serão polacos.

 

Agora uma pergunta: sabem o que acontece a um armazém inglês com mais de metade de trabalhadores polacos?

 

RESPOSTA: começa a funcionar como se estivesse na Polónia.

E olhem que o resultado não é nada bom.

 

Este foi apenas o primeiro. Em breve volto a este tema.

Beijos e abraços e até amanhã

sinto-me:
música: Há música ambiente no armazém...

publicado por Peter WouldDo às 16:58

link do post | comentar | favorito

2 comentários:
De sandra c. a 16 de Julho de 2008 às 18:02
hehehehe podiam fazer um lanchinho em que cada estrangeiro levava comida do seu país... se a ideia for p'rá frente avisa que a gente manda-te uns salpicoes, alheiras e um presuntinho para surpreenderes os colegas:D


De guiga a 17 de Julho de 2008 às 15:34
Pois, estranho.
Cá estarei para acompanhar a saga! *.*


Comentar post

.mais sobre mim

.pesquisar

 

.Setembro 2010

Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1
2
3
4

5
6
7
8
9
10
11

12
13
14
15
16
17
18

19
20
21
22
23
24
25

26
27
28
29
30


.tags

. todas as tags