.posts recentes

. O cozinheiro dá-se a conh...

. "Tudo beim" comigo

.arquivos

. Setembro 2010

. Maio 2010

. Abril 2010

. Março 2010

. Fevereiro 2010

. Janeiro 2010

. Dezembro 2009

. Novembro 2009

. Outubro 2009

. Setembro 2009

. Agosto 2009

. Julho 2009

. Junho 2009

. Maio 2009

. Abril 2009

. Março 2009

. Fevereiro 2009

. Janeiro 2009

. Dezembro 2008

. Novembro 2008

. Outubro 2008

. Setembro 2008

. Agosto 2008

. Julho 2008

. Junho 2008

. Abril 2008

.Posts mais comentados


Segunda-feira, 17 de Agosto de 2009

O cozinheiro dá-se a conhecer ao mundo

Na semana passada fui obrigado a regressar aos meus cozinhados… fabulosos.

Ao meu leque variado de pratos que vai desde o delicioso arroz branco com sardinhas enlatadas ao penne à bolonhesa.

Sem esquecer, claro, os tão famosos noodles com almôndegas e as batatas cozidas com peixe, já que cá o bacalhau é caro e raro.

Se eu tivesse que me auto classificar como cozinheiro eu diria que sou um excelente cozinheiro preguiçoso.

A minha imagem de marca é esquecer-me que tenho fome e só me lembrar quando já é tarde para fazer um prato mais desenvolvido e a respectiva digestão do mesmo, antes de ir dormir.

Por isso, toca a desenrascar com mais uma lata de atum e um pacote de noodles.

Esta coisa chamada noodles entrou na minha vida em Setembro passado.

Confesso que até vir para Londres nunca tinha cozinhado esta massa que mais não é do que o cruzamento da esparguete com os pennes, dando origem a uma espécie de aletria oca no meio.

Os frequentadores dos restaurantes chineses de certeza que já comeram e sabem do que estou a falar.

E esta coisa entrou na minha vida porque deve ser o prato mais simples de cozinhar no mundo.

Compra-se um pacote que custa entre 10 cêntimos (os de marca mais chunga) e um euro e meio, deitar o conteúdo para uma panela com água a ferver e esperar.

Há até embalagens próprias para apenas levarem água e irem directas ao micro-ondas.

Para acompanhar nada melhor do que uma lata de meatballs (almôndegas) feitas com a mesma carne das salsichas.

Os noodles têm várias variantes de acompanhamento: uma lata de atum, uma lata de sardinhas em tomate, uma lata de sardinhas em óleo, salsichas, legumes salteados (a versão vegetariana), bacon refogado, camarão cozido.

Estas são apenas as que já tentei.

Claro que não como noodles todos os dias.

Vou variando com arroz branco.

Com praticamente quase os mesmos acompanhamentos.

Mas como tenho um leque de acompanhamentos a rondar a dezena, que deverá ser multiplicada por dois (noodles e arroz branco), consigo estar quase todas as férias da cozinheira cá da casa sem me repetir.

E isto sem contar com as batatas cozidas com peixinho.

Como podem ver, sou um cozinheiro tão evoluído que nem sequer falei em batatas e ovos fritos, o prato favorito de todos os homens, porque é também o único que todos sabem fazer.

É que eu cá gosto de fazer comidas saudáveis e …variadas.


publicado por Peter WouldDo às 00:04

link do post | comentar | ver comentários (3) | favorito

Segunda-feira, 5 de Janeiro de 2009

"Tudo beim" comigo

Um dia chego a casa e deparo-me com o seguinte aviso na janela da cozinha, mesmo por cima do lava-loiça.

 

 

O papel mais pequeno, em baixo, foi a minha resposta.

Naquele momento não tinha mais nada para dizer.

Só podia responder na mesma “moeda”.

Literalmente da mesma forma.

E quando digo forma, refiro-me também ao ditongo “em” com um “i” pelo meio.

 

Mas, o que mais me irritou naquele aviso foi a parte do “Não quero e não gosto”.

Nunca ninguém me tinha dito isso.

Já me tinham dito “não gosto e não quero”.

Mas nunca naquela ordem.

Por isso, fiquei mesmo sem saber o que dizer.

E só quando olhei pela segunda vez para o papel e me apercebi que tinha sido a Magda a escrever, entrei em pânico.

Juro que, apesar de saber que só moramos nós os dois cá em casa, pensava que tinha sido outra pessoa a escrever aquilo.

E para que ela não pensasse que me poderia dar um ataque do coração ao descobrir que tinha sido ela e não ficasse preocupada comigo, disse-lhe que estava “Tudo beim” comigo.

Só me esqueci da palavra “comigo”.

E de colocar o meu nome.

Será que ela soube quem escreveu a resposta?

 

sinto-me:

publicado por Peter WouldDo às 20:59

link do post | comentar | ver comentários (8) | favorito

.mais sobre mim

.pesquisar

 

.Setembro 2010

Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1
2
3
4

5
6
7
8
9
10
11

12
13
14
15
16
17
18

19
20
21
22
23
24
25

26
27
28
29
30


.tags

. todas as tags