.posts recentes

. INSIDE MY MIND: o decote

. Privação de sono

.arquivos

. Setembro 2010

. Maio 2010

. Abril 2010

. Março 2010

. Fevereiro 2010

. Janeiro 2010

. Dezembro 2009

. Novembro 2009

. Outubro 2009

. Setembro 2009

. Agosto 2009

. Julho 2009

. Junho 2009

. Maio 2009

. Abril 2009

. Março 2009

. Fevereiro 2009

. Janeiro 2009

. Dezembro 2008

. Novembro 2008

. Outubro 2008

. Setembro 2008

. Agosto 2008

. Julho 2008

. Junho 2008

. Abril 2008

.Posts mais comentados

3 comentários

Segunda-feira, 1 de Junho de 2009

INSIDE MY MIND: o decote

 

Há 14 pessoas na sala de aula, sentadas numa espécie de U.

Eu sou uma delas, e estou sentado na parte interior do U.

O tutor está de pé na parte aberta do U.

Ao meu lado esquerdo está uma miúda muito gira, e com um decote que me chamou a atenção quando entrou na sala.

Não consigo parar de pensar nele, o que aguça a minha curiosidade para olhar para lá.

O problema é que na sala estão mais 14 pessoas que me podem ver a olhar para o decote, e uma delas é a própria miúda.

Hummmm.

Reparo que a concentração das pessoas no tutor é grande e todos olham para ele.

Mas continuo a correr riscos de ser visto pela miúda e pelo tutor, que está de frente para mim.

Reparo também que o tutor faz uma espécie de volta com o olhar, percorrendo todas as pessoas sentadas no U.

Contabilizado o tempo, terei cerca de três a quatro segundos entre cada passagem do seu olhar por mim.

Mais que suficiente para regalar aquele belo decote

Fico só mesmo com o risco de ser visto pela miúda.

Um risco que, apercebo-me agora, pode ser reduzido se inclinar a cadeira para trás.

Continuo a conseguir ter ângulo para ver o decote, e o risco de ela me ver é menor.

Acho que está tudo preparado para o primeiro desviar do olhar.

Aqui vai…

Liiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiindo.

Espectacular decote.

Valeu a pena correr riscos.

Ora aqui vai o segundo olhar…

Feeeeenooooomeeeeeenaaaaaaal.

Os riscos de ser apanhado são míninos e a recompensa dificilmente poderia ser melhor.

Depois da dupla contemplação volto a virar as minhas atenções para o que o tutor está a ensinar.

Coisas relacionadas com guionismo.

Huuuum.

Reparo agora que com toda esta preparação para ver o decote acabei de perder cerca de vinte minutos de workshop e muitas coisas interessantes ditas pelo tutor.

Tenho de reconsiderar os meus objectivos para este workshop.

sinto-me:

publicado por Peter WouldDo às 00:04

link do post | comentar | ver comentários (3) | favorito

Quarta-feira, 11 de Fevereiro de 2009

Privação de sono

Ando cheio de sono.

A quase recuperação no fim-de-semana já se esfumou e hoje ainda é quarta-feira.

Planeio todos os dias ir para a cama às 22h, mas acabo a ir perto da meia-noite.

No metro começo a fazer os sudokus, e adormeço sem que tenha colocado o segundo número.

No trabalho começo a esquecer-me das coisas.

Na pausa para café, em que estou a ler um livro, só avanço uma página por dia.

Adormeço sempre na segunda.

Quando acordo passa quase sempre da hora em que devia estar de volta ao posto.

Nos elevadores, e se vou com uma mulher, paro sempre a olhar fixamente para os decotes.

E quase sempre sou apanhado.

O que vale é que elas se apercebem que eu estou, na verdade, a dormir acordado.

Mal elas sabem que o faço a sonhar com os decotes delas.

Nas refeições sinto que a comida custa a passar da garganta para baixo, quase de certeza porque os restantes órgãos por onde a comida passa devem estar a dormir.

Quando tento dormir à tarde, sou interrompido pela música dance do Marco Paulo

É melhor explicar-me…

Marco Paulo é o nome que dou a um colega de casa português que aspira ser DJ.

Tudo devido ao cabelo igualzinho ao Marco em início de carreira.

Aqueles caracóis que já quiseram elevar a Património da Humanidade, mas a UNESCO recusou.

Alegou que custaria muito dinheiro na manutenção, devido ao custo elevado da laca.

O colega de casa soube disso e resolveu, como forma de protesto, fazer um monumento em homenagem ao penteado… na própria cabeça.

Mas como este tema é tão rico, um dia volto a ele.

 

Já nem sei o que fazer (em relação ao sono, e não ao penteado do Marco Paulo)

Como vou ter uma folga em breve, espero voltar à normalidade.

Que passa por:

  • Conseguir ir para a cama às 22h.
  • Acabar um sudoku em cada viagem de metro.
  • Ler cinco ou seis páginas do livro durante a pausa.
  • Olhar para os decotes sem ser apanhado.
  • Deixar de pensar no penteado do Marco Paulo em início de carreira.

 

 

sinto-me:

publicado por Peter WouldDo às 00:01

link do post | comentar | ver comentários (3) | favorito

.mais sobre mim

.pesquisar

 

.Setembro 2010

Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1
2
3
4

5
6
7
8
9
10
11

12
13
14
15
16
17
18

19
20
21
22
23
24
25

26
27
28
29
30


.tags

. todas as tags