.posts recentes

. Hoje faço ... anos

. A importância de se chama...

.arquivos

. Setembro 2010

. Maio 2010

. Abril 2010

. Março 2010

. Fevereiro 2010

. Janeiro 2010

. Dezembro 2009

. Novembro 2009

. Outubro 2009

. Setembro 2009

. Agosto 2009

. Julho 2009

. Junho 2009

. Maio 2009

. Abril 2009

. Março 2009

. Fevereiro 2009

. Janeiro 2009

. Dezembro 2008

. Novembro 2008

. Outubro 2008

. Setembro 2008

. Agosto 2008

. Julho 2008

. Junho 2008

. Abril 2008

free website hit counters
Get a free website hit counter here.

.Posts mais comentados


Quinta-feira, 7 de Janeiro de 2010

Hoje faço ... anos

Hoje faço anos.

E apetece-me dizer a minha idade.

Aqui vai.

A minha idade é igual à:

 

Idade da Anna Kournikova (a diva da minha infância)

mais

Idade do 14º Dalai Lama (um gajo que conheci na escola)

menos

Idade do Peter Morgan (o meu guionista favorito)

menos

Idade da Rita Pereira (vá lá, tinha de haver uma tuga)

 

E é essa a minha idade.

Quem se der ao trabalho de procurar estes números todos, que pense duas vezes em dizê-la aos outros.

Eles se quiserem saber que se dêem ao trabalho e percam o mesmo tempo.

No entanto, alguém que me queira deixar ficar mal vai mesmo fazer um comentário com ela.

Mesmo assim penso que o maior número de comentário será a dizer:

Descobri mas não conto a ninguém. Parabéns, menino giro.”

Fica sempre bem, pelo menos uma vez por ano, ser um menino giro.

Embora também não me importe de ser miúdo maroto.

Ou gajo fixe.

é que não.

Detesto que me chamem “Oh Pá”.

Mas estou aberto a outras sugestões originais.

Com esta conversa quase me esquecia que hoje faço anos.

De vida.

Porque há anos de casado, anos de namoro e o ânus.

E o post tinha de descambar.

Fico-me por aqui antes que acabe a falar da beleza das pernas do 14º Dalai Lama.

Ou das mamas do Peter Morgan.

Ou do meu recente problema de trocar nomes de pessoas…

sinto-me:

publicado por Peter WouldDo às 00:04

link do post | comentar | ver comentários (11) | favorito

Terça-feira, 3 de Março de 2009

A importância de se chamar Peter

 

Venho por este meio fazer um pedido.

Estou a precisar de ser lido por alguém da América do Norte.

É uma das poucas regiões de onde ainda ninguém me lê (ver o mapa no fim da página), e porventura uma das mais populosas do mundo.

E eu sinto que é uma falha do Loucura Londrina não ter leitores na América.

Já mandei um email ao meu amigo Peter Pan, que vive em Neverland, o rancho que era do Michael Jackson.

Mas parece que ele anda em baixo, por isso venho pedir a alguém que conheça alguém que viva lá na terra do Obama, para dar a conhecer este blog.

Se o Pan não estivesse tão em baixo, ele poderia dar uma ajuda e vinha aqui ler posts.

Mas tive conhecimento que ele pode ter sido abusado sexualmente por Michael Jackson, antes mesmo de ele ter vendido o rancho por 24 milhões de dólares.

Um processo já estará a correr nos tribunais, e como a Sininho terá sido testemunha ocular, tudo deverá ser resolvido em breve, com Michael Jackson a ter de pagar mais uma indemnização.

 

A minha amizade com o Peter Pan já é de longa data.

Conhecemo-nos numa audição para entrar num filme da Disneys e nunca mais perdemos o contacto.

Lembro-me como se fosse hoje.

Estávamos os dois sentados na sala de espera a ensaiar uma das cenas em que tínhamos de voar.

E lá acabamos por meter conversa um com o outro:

- Tens de abanar os pés quando estás no ar!

- Para quê?

- Para dar a sensação de que estás mesmo a voar.

- Achas que resulta?

- Comigo resulta. Já fiz esta cena para os meus sobrinhos e eles ficaram a pensar que eu tinha voado mesmo.

- Boa. Obrigado pela dica. Já agora, eu sou o Peter Pan. E tu, como te chamas?

- Eu chamo-me Peter WouldDo.

- Xiça que os gajos fizeram mesmo questão de chamar para a audição só gajos chamados Peter.

- Pois foi. Está ali o Peter Murphy e o Peter Gabriel, mais ao lado está o Peter Jackson e o Peter Sellers e ali sozinho está o São Peter.

- Não sei é o que faz aqui o Pete Sampras, já que lhe falta o R no fim do nome.

- Exacto, também não compreendo, Pan, mas que queres que faça?

- E espero que Deus não meta o dedinho para ajudar o São Peter…

- De facto, ajuda de divindades não é justo…

 

O Pan lá acabou por ser o escolhido, e o nome dele acabou mesmo por ser o nome do filme.

Para além do filme, o meu amigo deu ainda nome à gaita (Pan Pipe), àquele recipiente onde se fazem os cozinhados, em português denominado de Panela (Pan) e aos famosos montes do Rio de Janeiro, no Brasil, Pan de Açucar.

Para além de tudo isto, depois de verem o filme as crianças passaram a pedir Pan com manteiga.

Se tivesse sido eu, o filme teria se chamado Peter WouldDo, a gaita seria WouldDo Pipe, a panela não seria panela mas também não sei o que seria, os montes chamar-se-iam WouldDo de Açucar e as crianças pediriam baguete com manteiga.

E eu teria adorado contracenar com a Sininho.

Se bem que poderia ter sido eu a passar por uma situação dolorosa com o Michael Jackson.

É melhor continuar anónimo...

 

 

PS: pela foto já dá para perceber porque é que o Michael Jackson não lhe resistiu...

sinto-me:

publicado por Peter WouldDo às 00:07

link do post | comentar | ver comentários (3) | favorito

.mais sobre mim

.Recomenda-se

Best Ecigs in Brentwood, Essex, UK

.pesquisar

 

.Setembro 2010

Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1
2
3
4

5
6
7
8
9
10
11

12
13
14
15
16
17
18

19
20
21
22
23
24
25

26
27
28
29
30


.tags

. todas as tags